Obrigada pela visita

sejam sempre bem vindos, bjus

domingo, 19 de dezembro de 2010

FELIZ  NATAL !!   HO HO HO!



MEUS AMADINHOS, O ANO ESTÁ TERMINANDO, COMO SEMPRE, ESTAREI DANDO UM PULO EM CASA...(RJ), MAS NÃO PODIA DEIXAR DE AGRADECER! POR TUDO.  POR COMPARTILHAREM MEUS MOMENTOS DE ALEGRIAS, TRISTEZAS E BABOZEIRAS...RSSS. OBRIGADA POR CADA PALAVRA DE CARINHO, POR CADA COMENTARIO E OPINÕES.
OBRIGADA POR PERDEREM O TEMPO DE VOCÊS PARA LER MINHAS BOBAGENS!..RSS
DESEJO A TODOS QUE AQUI ESTIVIRAM , UM NATAL GORDO DE ALEGRIAS.
E QUE 2011 SEJA UM ANO DE REALIZÕES EM TODOS OS SENTIDOS! E SE DEUS QUISER, ESTAREMOS JUNTOS DE NOVO!

Dessa loira ligeiramente confusa, que vos fala...

FELIZ  NATAL!
bjusssss

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

APÓS OS 40 - MULHER MADURA!

Ola meus queridos blogueiros, ocasionais visitantes e afins...rs. Hoje vou falar da mulher... mas da mulher madura. Falar de mim, de você mulher, de todas as mulheres que estão na idade da “loba” ou então, que estão saindo e entrando na casa dos 50, 60... Enfim... Falar desse momento único... Idade Madura!
Hoje, olhando-me no espelho, percebi os sinais do tempo... a juventude em declínio, mas ao mesmo tempo, percebi uma beleza diferente. Vocês podem achar que é presunção, mas não é! Talvez, só eu tenha reparo essa beleza diferente, mas enfim.. que bom! Que bom que posso me olhar nessa minha nova fase sem qualquer crise diante do espelho...rs
Descobrir que até aos 40, ensaiamos a nossa presença mas que ao passar dos 40 anos, somos a estrela principal do espetáculo. Já cumprimos nossos papeis de mães,filhas, empreenderas e etc. As cortinas se abrem diante de nós mesmas. O show é nosso! Passamos a ter um quê de mistério, paciência e serenidade que é peculiar da idade, não temos mais pressa pra nada...Isso me lembrou uma propaganda que dizia mais ou menos assim: “Fazemos com calma aquilo que as mais jovens fazem com pressa”.... Somos tranqüilas, (hehehe).
Já vivemos, temos bagagens, historias... vivemos os melhores anos...ahh os anos 80, que delícia! curtimos Vinicius, Caymmi, Chico,  cazuza...Renato Russo e tantos mais! Rock Rio!!..Uaauuuuu!...
Namoramos, casamos, descasamos, nos profissionalizamos...Choramos, caímos, levantamos e chegamos ate aqui.. ah... Como sou feliz! Como é bom ser uma "quarentonaaaa"....rs. Ter historias, lembranças gostosas.
É, mulher madura bem resolvida é assim, tem jogo de cintura, encontra saída, é decidida, sabe o que quer!
Ta, tudo bem, somos mais românticas...Sentimentais, buscamos um amor sereno, um homem que nos valorize.. Não queremos um mar.. nos basta um lago de águas calmas... Admiramos a lua.. Nos reservamos o direito de escolha..
Nessa fase já estamos prontas. Sabemos que o mundo não é mais ilusão, não desesperamos mais com as percas, queremos apenas continuar, cumprir nosso destino da melhor maneira... Como é bom ser Madura!
Feliz será o homem que souber amar uma mulher com mais de 40.

Bem.. e andando por ai.. Encontrei esse achado.. Bem bonitinho, pena que nao sei de quem é, não tinha assinatura! Quem souber.. me diga ok?... rs

"A MULHER MADURA não PEGA, ela TOCA.
A MULHER MADURA não come, ela se ALIMENTA.
A MULHER MADURA não provoca, ela já é PROVOCANTE.
A MULHER MADURA não é inteligente, ela é SÁBIA.
A MULHER MADURA não se insinua, ela mostra o CAMINHO sutilmente.
A MULHER MADURA não se precipita, ela espera o MOMENTO CERTO.
A MULHER MADURA não nada, ela NAVEGA.
A MULHER MADURA não voa, ela FLUTUA.
A MULHER MADURA não pensa em quantidade, ela prefere QUALIDADE.
A MULHER MADURA não vê, ela OBSERVA.
A MULHER MADURA não anda, ela CAMINHA.
A MULHER MADURA não deita, ela ADORMECE.
A MULHER MADURA não é pretensiosa, ela simplesmente se GOSTA.
A MULHER MADURA não julga, ela ANALISA.
A MULHER MADURA não compara, ela ASSIMILA.
A MULHER MADURA não consola, ela ACALENTA.
A MULHER MADURA não acorda, ela DESPERTA.
A MULHER MADURA não coloca algemas, ela os deixa LIVRE.
A MULHER MADURA não enfeitiça, ela ENCANTA.
A MULHER MADURA não é decidida, ela apenas sabe O QUE QUER.
A MULHER MADURA não é exigente, ela é SELETIVA.
A MULHER MADURA não se senti velha, ela se considera EXPERIENTE.
A MULHER MADURA não se lamenta, ela tenta fazer DIFERENTE.
A MULHER MADURA não tem medo, ela tem RECEIOS.
A MULHER MADURA não faz juras, ela deixa por conta do TEMPO.
A MULHER MADURA não tira conclusões, ela faz SUPOSIÇÕES.
A MULHER MADURA “não desce do salto”, ela tem “JOGO DE CINTURA”.
A MULHER MADURA não brilha, ela é ILUMINADA.
A MULHER MADURA não dá tchau, ela ACENA.
A MULHER MADURA não gosta de ser vigiada, ela prefere ser ESCOLTADA.
A MULHER MADURA não é moderna, ela é ELEGANTE.
A MULHER MADURA não quer ser cobiçada, ela prefere ser DESEJADA.
A MULHER MADURA não possui sombras, ela tem AURA.
A MULHER MADURA não adivinha, ela tem PERCEPÇÃO.
A MULHER MADURA não faz sexo, ela é mestre na ARTE DE AMAR.
A MULHER MADURA não fica, ela se ENVOLVE.
A MULHER MADURA não é fácil, ela é FLEXÍVEL.
A MULHER MADURA não manda, ela ADMINISTRA.
A MULHER MADURA não aflora, ela é um constante FLORESCER."
(Autor desconhecido)



Meus amadinhos... termino por aqui, deixando um beijo especial para todas as mulheres, e um abraço enoooooooorme pra todos que aqui passarem,
Dessa loira madura que vos fala...
Marcia

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

AMAR BONITO

Artur da Távola

Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar:
Aprendam a fazer bonito seu amor. Ou fazer o seu amor ser ou ficar bonito.
Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito.
Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender...
Tenho visto muito amor por aí.
Amores mesmo: bravios, gigantescos, descomunais, profundos, sinceros,
cheios de entrega, doação e dádiva. Mas esbarram na dificuldade de se tornar bonitos.
Apenas isso: bonitos, belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção.
Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiros.

Aí, esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais, de repente se percebem ameaçados e tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram, exigem, rotinizam, descuidam, reclamam, deixam de compreender, necessitam mais do que oferecem, precisam mais do que atendem, enchem-se de razões. Sim, de razões.

Ter razão é o maior perigo no amor. Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reivindicar, de exigir justiça, equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão.

Nem queira!!!
Ter razão é um perigo: em geral, enfeia um amor, pois é invocado com justiça, mas na hora errada.

Amar bonito é saber a hora de ter razão. Ponha a mão na consciência. Você tem certeza de que está fazendo o seu amor bonito?
De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade, da alegria do encontro, da dor do desencontro a maior beleza possível?
Talvez não.



Cheio ou cheia de razões, você separa do amor apenas aquilo que é exigido por suas partes necessitadas, quando talvez dele devesse pouco esperar, para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer.
Quem espera mais do que isso sofre e, sofrendo, deixa de amar bonito.
Sofrendo, deixa de ser alegre, igual, irmão, criança.
E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito.




Não tema o romantismo. Derrube as cercas da opinião alheia.
Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama.
Saia cantando e olhe alegre.
Recomenda-se: encabulamentos, ser pego em flagrante gostando, não se cansar de olhar e olhar, não atrapalhar a convivência com teorizações, adiar sempre se possível com beijos 'aquela conversa importante que precisamos ter', arquivar, se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida.
Para quem ama, toda atenção é sempre pouca.
Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda a atenção possível.
Quem ama bonito não gasta tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.
Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida como criança de nariz encostado na vitrine cheia de brinquedos dos nossos sonhos); não teorize sobre o amor, ame.
Siga o destino dos sentimentos aqui e agora.
Não tenha medo exatamente de tudo o que você teme, como: a sinceridade, abrir o coração, contar a verdade do tamanho do amor que sente; não dar certo e depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito).

Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas, atitudes sabiamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser.

Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs.
Falando besteiras, mas criando sempre.
Gaguejando flores.
Sentindo o coração bater como no tempo do Natal infantil.
Revivendo os caminhos que intuiu em criança.
Sem medo de dizer eu quero, eu estou com vontade.
Deixe o seu amor ser a mais verdadeira expressão de tudo que você é.
Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto.
Não se preocupe mais com ele e suas definições.
Cuide agora da forma do amor:
Cuide da voz.
Cuide da fala.
Cuide do cuidado.
Cuide de você.

Ame-se o suficiente para ser capaz de gostar do amor e só assim
 poder começar a tentar fazer o outro feliz.



(É... esse cara é bom!...)Então é isso. Erramos, tentamos... e amamos! 




Beijo dessa loira ligeiramente confusa,
Marcia

domingo, 5 de dezembro de 2010

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

terça-feira, 30 de novembro de 2010

PRECE

SENHOR, sei que na minha caminhada tem um destino e uma direção, por isso,
 tenho que medir meus passos, prestar atenção os que por mim passam
 e pelos quais irei passar...
Sendo assim, que eu não me iluda com a alegria dos primeiros passos,
porque o caminho é longo, e cedo ou tarde,
 meus passos não terão mais forças para caminhar...Estarão...calejados,feridos...Cansados.

Contudo, quando o cansaço vier, quando minhas pernas trêmulas
e os pés feridos me obrigarem a parar,
que eu não desanime e que confie ainda na minha coragem para continuar,
especialmente se alguém comigo ali estiver,
porque enquanto eu ainda caminhar com coragem,
entusiasmo, fé nos meus passos, não temer o frio, o tempo , o sol escaldante,
que eu perceba que esta força pode estar vindo da companhia de alguém especial 
que não me deixará no caminho com sede ou frio.

Que meus sorrisos não magoem os que choram, os que sofrem, por outro lado,
 que meu choro não me domine a ponto de me desesperar, mas que eu entenda
 o sentido do sofrimento e amadureça e reconheça que todos somos iguais diante do divino...

Que com paciência durante o dia, eu saiba esperar a noite,
pois ela é mais amena e suave, embora muitas vezes pareça mais longa...
Que eu não esteja sozinha, pois apesar de ser mais fácil para caminhar,
 é muito mais triste está solitária.

Senhor, se eu me perder, encontre logo a direção,
que eu não siga qualquer indicação, mas que também os desavisados não me sigam,
pois meus passos muitas vezes estarão incertos e inseguros...

Espero não ter pressa nessa trilha, para que possa observar a beleza do caminho,
o cantar dos pássaros, o colorido das flores
 e que eu não perturbe a paz do lugar por onde passar,
mas que eu conserve a harmonia da vida ali existente.

Que eu perceba que apesar de termos que seguir em frente,
mudar a direção ou voltar atrás, poder ser uma experiência única,
 e que isso requer coragem!
Então que nesse momento não me falte coragem
para tomar a decisão correta e mudar o rumo.
Que eu tenha um destino, que eu não me perca na estrada,
que não desista diante de uma encruzilhada,
mas que eu vá aonde devo ir, supere os obstáculos,
 porém se eu assim mesmo não consegui e ficar no meio do caminho,
que possa servir de exemplo para todos, e que eles não desistam
de seguir adiante como eu fiz.

Senhor,finalmente lhe peço,
que eu chegue, mais do que isso,
que eu possa chegar acompanhada daqueles que acreditaram em mim
 e seguiram meus passos até o fim, enfrentando as adversidades
e inoportunas interrupções dos pés cansados que mesmos calejados,
 chegaram ao final da jornada.

Amém!
















sábado, 27 de novembro de 2010

SOLIDÃO

SÓ NA IMENSIDÃO...

UM BARCO A DERIVA... SEM RUMO , SEM DIREÇÃO

NÃO VEJO SAIDA, ESPAÇO OU SOLUÇÃO

PARA DIAS TRISTES E SOLITÁRIOS QUE AINDA VIRÃO



SONHOS DE OUTRORA

TÃO DISTANTES E IMPOSSÍVEIS...

APENAS SONHOS DE CRIANÇA

QUE AINDA TINHA ESPERANÇA



SOU UM BARCO SOLITÁRIO

NA LUZ DO ENTARDECER

PROCURANDO DE FORMA INVESÍVEL

AS DORES ESQUECER



AH INFELIZ VIDA

QUE ME DEIXA PERDIDA

NÃO TENHO PORTO SEGURO

DIAS COM TOTAL AGORO...



MANTENHO AS VELAS ESTENDIDAS

NO SILÊNCIO DAS AGUAS CALMAS

NÃO BUSCO MAIS UMA SAÍDA

ME JUNTO A TODAS ALMAS PERDIDAS



(Marcia Filgueiras)

domingo, 7 de novembro de 2010

VIDA


 





(Marillena S. Ribeiro)


A vida é o trem que passa
Os sonhos são vagões
O amor é o maquinista
Somos nós, a estação!

Adquira seu bilhete, faça sua escolha
O trem vai seguindo continuadamente
Em cada vagão, o desejo de sua mente
...há também tristezas, desilusões
Com a passagem na mão, escolha!

A viagem, se longa não sabemos
A bagagem é cada dia vivenciada
Mudar o rumo, podemos
Sem mesmo saber da parada

A estação nunca pode estar vazia
Será sempre um passeio viver
Se sentar na janela, aprecie
Tudo é passagem, algo pode reter

Cada dia que passa é contagem regressiva
Viaje como se cada instante fosse único
Cada olhar como se fosse o último

Respire fundo, o caminho é longo
Encontrará adversidades
...tristezas
...saudades
...abismos
...retas
.curvas
inúmeras serão as vezes
que não veremos o que há além da curva
Mas o percurso seguirá sonhando

A vida é uma viagem
Somos mutantes
Somos passageiros
Somos nuvens
Somos fumaça

Por não saber decifrar o mapa da vida
Algumas vezes nos perderemos no trajeto
Mas, para quem sonha, nada é impossível
nunca se perde, sempre se encontra

Escute, ouça, é o apito de mais uma partida
Poderá estar partindo para novos lugares
sem roteiros
sem destino
sem poente ou nascente
A direção é para a felicidade
Conduzirá e será conduzido
O maquinista sempre atento
na história, na vida

De tudo que viver, uma coisa é certa:
Não se canse da viagem, prossiga
Lute, grite, implore
Mas não desista
...se cansar, acene, sorria
O maquinista não te deixará
Não hesite, não tema
Onde parar, um coração
certamente o acalentará

A viagem prossegue
...e sabendo onde quer ir
Vá seguro, você consegue
Sabendo sempre que vai valente...
sua viagem será eternamente...
no vagão de primeira classe.




BEIJO DE ÓTIMA SEMANINHA, 
DESTA LOIRA CONFUSA...
Marcia 
 



























A VIDA É O TREM QUE PASSA

domingo, 24 de outubro de 2010

RISCOS DA INTERNET

Ola queridos blogueiros, ocasionais leitores e curiosos compulsivos!..rs. Aqui estou. Andei meio afastada por vários motivos. Vida atribulada, compromissos, desânimos e decepção com esse mundo virtual. Vocês que me conhecem, sabe que adoro esse meu cantinho, essa sala-de-estar, ou como chamo carinhosamente: Divã. Mas aconteceram coisas que hoje tomei coragem para contar para vocês, até mesmo no intuito de que vocês fiquem prevenidos. Faz tempo que reflito sobre coisas do tipo privacidade, vida pessoal longe de curiosos, mas virtualmente, é quase impossível! Com tantos feitos na internet, orkut, msn, facebook, etc. torna-se quase impossível você se resguardar, passar despercebido.  Acho que a maioria das pessoas perderam o senso do que seja vida privada, estão sem  limite, coisas que deveriam ser compartilhada somente com pessoas mais próximas a gente, estão sendo expostas sem consentimento ou respeito. Não sou exceção, imagine! Tenho orkut e ainda sou blogueira! O problema é que a internet pode ser usada para o bem e para o mal, depende quais as mãos que a opera. Do que estou falando? Vamos lá! (Antes de tudo, obrigada pela paciência em ler esse desabafo!) Meses atrás fui vitima de um individuo (se apresenta como Jorge Callazans) que no mínimo é insano, desculpem, mas não vejo outra qualificação para o sujeito, pois ele continua fazendo arruaça em minha vida. Sempre achei a internet o máximo!... Não querendo me prolongar, uma das coisas mais fantástica é essa possibilidade de você poder conhecer pessoas que talvez nunca tivesse a chance de conhece-las se não fosse via Internet! Pessoas de todo mundo. Isso dentre tantas coisas que a “Net” é capaz de nos proporcionar. Mas voltando ao assunto.
Esse individuo, hackeou meu email, meu orkut e meu blog, não satisfeito, usou esse  email  para enviar a todos meus contatos, palavras chulas, de baixo calão sobre minha pessoa. Foi um alvoroço! Amigos que são mais chegados e pertence ao meu grupo de amizade fora da Net, me avisaram. Esse senhor, visivelmente transtornado,  também me enviou email ameaçadores e tal. Ele continua fazendo “suas gracinhas”, por ai. Voltou a perturbar minha lista de contatos desse email hackeado, com as mesmas intenções: me difamar. Alem disso, me impossibilitou de resgatar dados importantes, como contatos profissionais, emails de concursos e coisas e tal. É terrível imaginar que de forma tão covarde alguém possa se apoderar de seus dados para te prejudicar. Pergunto-me porque? Pra que? O que uma pessoa ganha com isso? É ... vai saber!
Meus queridos, sabemos que temos necessidades de nos expressar, (adoro meu blog!), de interagir, de vivermos em bando, ninguém nasce para ser só. Mas  sabemos também que precisamos de um espaço individual, nosso, particular,  que só nós podemos escolher com quem iremos compartilha-lo. Sejam tristezas ou alegrias, a nossa vida pertence a nós e o que fazemos dela ou como vivemos não interessa a ninguém. Mas hoje percebo que a tal tecnologia, que alias tenho em grande consideração, às vezes nos decepciona quando fatos como esse que fui vítima , acontecem. Não me isento de culpas, afinal também faço parte do “sistema”, de alguma forma abrir “janelas” nesse mundo virtual, criei possibilidades de aproximação. O erro é achar que sabemos tudo, de generalizar os julgamentos, sejam positivos ou negativos, de acreditar que estamos protegidos, e que “isso nunca vai acontecer comigo”. É falhei. Errei. Generalizei. Aqui estou, num desabafo reflexivo. Ora confuso, ora racional. Sou ligeiramente confusa,..rs. Claro que continuarei “navegando”. A internet faz parte da vida moderna, gosto dela, faço amigos, resolvo problemas de trabalho, bancários e bla, bla bla. Apenas tentarei ser mais cautelosa se possível. Avaliarei de forma particular cada situação. É no mínimo que posso fazer, tirar como aprendizado essa experiência desagradável. Continuarei com meu Blog, embora tenha perdido o primeiro, tenho o mesmo carinho por esse novo espaço. Ah! Claro que continuarei com meu orkut, e outras cositas mais!..rs, afinal, o mundo virtual não é tão mortífero assim!
 Espero que de alguma forma minha postagem tenha servido como alerta e se algum de vocês receberem algum email com end de márcia_fbr@hotmail.com, por favor desconsidere ok. Quanto ao “individuo insano”, estou tomando providências legais.



Obrigada meus amados e boa semana!
 desta loira que vos ama

Márcia.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

DIA DO PROFESSOR!

      

Um orgulho! Amo  o que faço e não conseguiria ser outra coisa! A cada sorriso de um aluno , uma certeza : SOU UMA PROFESSORA FELIZ E REALIZADA!

Parabéns a todos os mestres e professores !




Beijos meus amadinhos!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

ELEIÇÃO !!!



OI GENTEMMMM! POIS É, ELEIÇÃO DOMINGO! NÃO É DO MEU FEITIO FALAR SOBRE, MAS.... AQUI ESTOU. UMA CARIOCA MORANDO NO BERÇO DOS ACONTECIMENTOS POLÍTICOS: BRASILIA!

SEREI ENTÃO DIRETA E OBJETIVA. SEMPRE QUANDO CHEGA ESSA ÉPOCA ALGUÉM NOS LEMBRA DA NOSSA RESPONSABILIDADE. OK. CERTO! MAS SINCERAMENTE, SERÁ QUE OS ESCÂNDALOS E SUJEIRAS QUE ACONTECEM NOS CORREDORES DA POLITICA É CULPA DA ESCOLHA DO ELEITOR? NÃO SEI. SÓ ESPERO CHEGAR NA URNA E VOTAR COM OS MEUS PRINCIPIOS E DE ACORDO COM MEUS IDEIAIS. DESEJO A TODOS UMA ÓTIMA ESCOLHA E FIQUEM TRANQUILOS, SE O SEU VOTO, O MEU E DE TODOS NÃO TIVEREM BONS RESULTADOS, VAMOS DIVIDIR O PESO DA RESPONSABILIDADE SEM QUALQUER TRAUMA. AFINAL DE CONTAS, POLITICA É IGUAL A CAIXA DE PANDORA! UMA SURPRESA ATRAS DA OUTRA...RSSS.

BEIJO NO CORAÇÃO DE VOCES.!

DA LOIRA QUE VOS AMA

MARCIA

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DESFILE DA VIDA

Um samba maldito,



Um enredo sem cor,


Um desfile vazio


Um temporal de dor,


Malandro ginga


Cabrocha rebola


No ritmo do surdo


Uma cuíca que chora


Fantasias sem brilho


Alegorias sem vida


Sacode pandeiro!


O povo clamou!


Um ano se foi


Carnaval já passou?


Cadê alegria


Do coração sonhador?


Aqui estão...


Surdos, cuícas tamborins


Colombinas e Arlequins


A passista e o malandro


Tudo de novo!


No coração do poeta


Sentado na arquibancada


Aplaude com fervor


O samba da vida


onde cada um é passista


Sambando com categoria


Na alegria e na dor


E quem disse que o desfile acabou?

( Marcia F.)

Beijinhos e mais beijinhos dessa loira que vos ama!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

AQUI ESTOU!

Ola gentemmm! Que baita saudades de vocês! Ok.. muita pretensão minha né, quem for ler, vai achar que mil pessoas lêem esse espaço. Ah sou exagerada mesmo...rs , e sonhar não custa nada!
Ando sumida mas tem explicação. Falta de tempo, tempos meios conturbados, enfim... coisas e mais coisas que acabam nos ocupando e quando percebemos , o tempo acaba ficando escasso para fazermos o que realmente gostamos. Mas aqui estou e vou postar uma obra de Vinicius ok.

Leiam e apreciem!

 O POETA E A LUA

Vinícius de Morais

Em meio a um cristal de ecos
O poeta vai pela rua
Seus olhos verdes de éter
Abrem cavernas na lua.
A lua volta de flanco
Eriçada de luxúria
O poeta, aloucado e branco
Palpa as nádegas da lua.
Entre as esfera nitentes
Tremeluzem pelos fulvos
O poeta, de olhar dormente
Entreabre o pente da lua.
Em frouxos de luz e água
Palpita a ferida crua
O poeta todo se lava
De palidez e doçura.
Ardente e desesperada
A lua vira em decúbito
A vinda lenta do espasmo
Aguça as pontas da lua.
O poeta afaga-lhe os braços
E o ventre que se menstrua
A lua se curva em arco
Num delírio de luxúria.
O gozo aumenta de súbito
Em frêmitos que perduram
A lua vira o outro quarto
E fica de frente, nua.
O orgasmo desce do espaço
Desfeito em estrelas e nuvens
Nos ventos do mar perpassa
Um salso cheiro de lua
E a lua, no êxtase, cresce
Se dilata e alteia e estua
O poeta se deixa em prece
Ante a beleza da lua.
Depois a lua adormece
E míngua e se apazigua...
O poeta desaparece
Envolto em cantos e plumas
Enquanto a noite enlouquece
No seu claustro de ciúmes.

PS: Ótima semaninha e um beijo dessa loira que vos ama!








segunda-feira, 16 de agosto de 2010

"GARFIMICO" - OSSOS DO OFÍCO!

Oi gentemmmmm! Pois é , “Ossos do Ofício”, rsss. Hoje aconteceu uma festa na escola. Festa das Regiões, e a loira aqui deu a idéia de apresentar uma dança típica da região sudeste, “Gafieira”, que nasceu do maxixe. Até aí tudo bem! História, geografia, tudo dentro do contexto. Mas...rss...paguei “mico”...rss, (essa expressão significa – passar apuros, vergonha, geralmente, situações engraçadas). Imagine essa loira vestida de melindrosa?!..Ram, ram... Isso mesmo, 1920! Eu lá vestida á caráter, dançando com os “baixinhos”, as crianças adoraram! Acontece que, no meio desta dança, incluía outra, a tal gafieira. O problema é que eu estava dançando na rua, ou seja o piso (chão não era adequado para “saltos”...rsss... piso áspero, feito de cimento grosso, com umas lacunas entre uma lajota e outra... vocês estão entendendo??? ..rss... rua! Asfalto!...rss . A Gafieira exige leveza, os pés tem que deslizar, pois há rodopios e tal... gentemmm! Quem disse que meus pezinhos deslizavam! O salto prendia-se entre uma placa de cimento e outra! Quase perdi o sapato!..kkkk.... parecia que tinha um imã! E eu lá, fazendo caras e bocas... disfarçando e o parceiro, que diga-se de passagem um amor! Coitado, se esforçava para me girar pra cá e pra lá... rsss, parecia que euzinha tinha se transformado em chumbo! A Gafieira virou “Garfimico”...rs. Mas ok. No final, tudo deu certo! Os alunos estavam lindos! Dançaram direitinho ao lado de sua professora que sente maior orgulho deles e da profissão. Pagar “mico”, morrer de cansaço ao final do dia, ter trabalhos e mais trabalhos para corrigir, enfrentar as pressões que existem, e tantas outras coisas... são ossos do ofício, porém tudo isso vale a pena! Amo o que faço! Bem... era isso! BEIJOS CRIANÇAS!



Ótimo fim de semana para todos,
 e beijos e mais beijos

desta loira ligeiramente confusa,



Marcia

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

SURPRESA!

Oi meus queridos e adoráveis amigos e leitores anônimos, a loira que vos fala, está bem. Nada que eu não pudesse superar...rs. Como sabem, sou ligeiramente confusa, sentimental e mimada e fiquei muito feliz em receber meus primeiros comentários depois de um árduo retorno! Obrigada  pela atenção e pelas palavras afetuosas e fiquem a vontade para comentar, sugerir, indagar e questionar nesse espaço que na verdade não é meu... É NOSSO!
Beijo, beijo e mais beijo dessa loira que vos ama!

Marcia 

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

FIM DE CASO

Arrancaram de mim, ti
E tu, me arrancaste de ti
sobras não existem mais...
imenso vazio,
profundo silêncio...
contido choro
sem esperança
fim de caso...

M.F.

domingo, 1 de agosto de 2010

MALDADE

Invandem minha alma
Sufocam meu destino
Ingrato mundo de lama
Que provaca desatino


Quem és tu para julgar
Quem sou eu para pecar
Somos nós os pecadores
São eles os inquisidores?

Delaceram tua imagem
Riem dos seus temores
Brincam com sua roupagem
Matam seus amores


Batem em retirada
Depois da injusta batalha
A maldade espalhada
Finda a imagem equivocada


Levanto-me com coração
Em magoas sentidas
Verdades ou mentiras
Eis aqui a questão?


Sou o que sou
Nem santa nem bandida
Feliz eu não estou
Atira a primeira pedra
Aquele que nunca pecou!

(M.F.)












"Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:


- E daí? EU ADORO VOAR!"
CLARICE  LISPECTOR

sexta-feira, 30 de julho de 2010

LINHAS E TRAMAS... TRAÇOS

Linhas e tramas que traçamos durante a vida que chamamos de destino...
Nem sempre, somos autores dos nossos  destinos, vontades ou algo que julgamos ser exclusivamente nosso. As vezes, de forma inesperada, tiram de nós aquilo que nos pertencem. Invadem sua privacidade, cometem maldade por um prazer incompreensível. Mas aqui estou de volta meu queridos leitores! voltei mesmo contra a vontade de alguns. Fênix, deveria ser o título desta postagem... rs. Bobagem! Estou de volta!! Nova ropagem porém com a característica de sempre:


UMA LOIRA LIGEIRAMENTE CONFUSA QUE VOS AMA!!

bjuuuuuuus