Obrigada pela visita

sejam sempre bem vindos, bjus

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015



SAUDADE...

HOJE FUI MOTIVADA A VIR AQUI...MEU DIVÃ. QUE SAUDADE DESSE ESPAÇO!

UMA CONVERSA TRIVIAL..ENTRE UM ASSUNTO E OUTRO, ME FIZERAM A SEGUINTE 

PERGUNTA:

_QUAL A PARTE DO SEU CORPO QUE CHAMA ATENÇÃO?

E SEM PENSAR MUITO, RESPONDI QUE ERA MEU SORRISO. ERA??..

SERÁ QUE ME FALTA O SORRISO COSTUMEIRO? PORQUE "ERA"?

NÃO SEI... 

APENA SINTO NESSE MOMENTO, SAUDADES DE MIM...

Aos meus hipotéticos seguidores..
Boa noite.
Marcia F.

segunda-feira, 21 de abril de 2014



Relatos

uma mulher madura, mas com cabeça de menina, tinha passado por muitos ensaios. Em seu universo, se julgava feliz. Então conheceu um homem diferente, longe dos seus ideais. Ele tinha tão pouco a oferecer, não era livre... não era disponível.. Não era aconselhável. Porém ele insistiu se mostrou amigo e apaixonado, a preveniu das armadilhas da vida. Mas esqueceu de preveni-la dele mesmo. As dores que ela sentiria, das decepções que ela viveria, da solidão que ela experimentaria por ele provocadas. Em seu universo, ainda com cabeça de menina, seus instintos maduros a alertaram das mazelas dessa união, porém acreditava tudo poder vencer.
Ele, maduro e vivido, calejado por suas experiências, não se apercebia da fragilidade daquela mulher, no intuito de ensinar, de fazê-la crescer, ele colocava cargas pesadas em sua alma, em sua mente em seu coração, pois a enxergava como uma mulher madura, capaz de sustentar tal peso. Ela fraquejava, se encurvava, absorvia todas as cargas sem refletir sobre o bem e o mal daquele peso. Doíam-lhe as costas, tropeçava, caia e levantava. A noite sozinha em seu mundo, chorava e pedia forças ao seu coração para seguir em frente.
Ele, talvez com suas boas intenções em fazê-la crescer, não entendia porque essa “menina-mulher” fraquejava tanto. E assim, eles sustentavam essa relação, pesos, duvidas insistências e motivação. Sim, havia motivação. Alegria, cumplicidade, afinidades e sentimentos. Mas eram nos momentos de trégua, de descanso, de esperança. Aos poucos, ela foi cedendo as suas dores, aos seus cansaços e começou a rebelar-se! A pedir socorro!
Ele, indignado com tal fraqueza, era implacável! Não entendia! Ele prosseguia, pois acreditava estar fazendo o bem. As chibatadas, lançadas por ele, na alma daquela mulher eram, no seu entender, benévolas, mesmo que seu coração estivesse apertado por agir assim.
Então numa ultima esperança, ela arriou aquele peso de suas costas, ajoelhou diante dele e olhando em seus olhos lhe falou:
 _ Eu não sou esta mulher! Eu não sou grande e não consigo crescer do jeito que você quer. Porque me preveniste da vida e não de você? Não enxerga a dor que me provocas? Não percebe que eu preciso de tão pouco para ser feliz? Quando você tira as cargas dos meus ombros, consigo caminhar? Que o carinho que me proporciona em nossos curtos momentos de paz, é suficiente para me fazer levantar e prosseguir? Você é capaz de me fazer feliz sem cortar minha alma.
Nada peço senão seus afagos e o sentimento verdadeiro. Me livre desse peso e ajude-me a caminhar de mãos dadas, me ensine a pular as pedras do caminho. Dê-me pouco, mas quando me der, dê de verdade e por inteiro aquilo que todo ser procura... AMOR.
...
Então aquele homem, ajoelhou-se ao seu lado e respondeu:
 _Suas cargas nunca foram maiores que as minhas, apenas aprendi a sustentá-las.
E os dois se levantaram e com olhos de esperanças seguiram juntos, lado a lado dividindo o peso da difícil arte de amar.



Um beijo aos hipotéticos visitantes..
desta loira que vos fala...
Marcia Filgueiras

domingo, 20 de outubro de 2013

COMPANHEIRA



A noite chegou, fim do expediente, é hora de voltar para casa. Abro a porta, acendo a luz, tudo no lugar de sempre, silencio  Estou só... vem a tristeza, um vazio. vou para o meu quarto, apenas uma fraca luz quebra a escuridão. Deito-me na cama e penso sobre aquela tristeza que estou sentindo. São fantasias criadas pela solidão. Ouço conversas, gente sorrindo...percebo que a tristeza que sinto é porque não estou fazendo parte dessa imagem desenhada pelo som, estou em meu quarto sozinha, deitada, estagnada em minha triste solidão.
Levanto, olho pela janela...animo-me, acendo a luz, vou tomar um banho. Agito-me pelo quarto resolvida a ir ao encontro da alegria. Misturar-me a essa gente alegre e feliz! Estou quase pronta, faltam alguns detalhes, brincos, colar... Debruço-me na janela, um casal está discutindo...agora conversam. Presto atenção em casa movimento do casal, nas feições dos seus rostos, nos gestos... tão próximos e tão separados... Volto a cabeça em direção a cama, apago a luz, deito e novamente volto a pensar...Triste casal. Percebo que a união não acontece em meio aos risos  festas. Elas acontecem na ausência do outro. Quem ama sabe disso. Na falta do outro é quando nos sentimos mais próximos, afetuosos e preenchidos. As fantasias surgidas na solidão se despeçam, não há coração sensível que não acolha valores frágeis (já dizia algum poeta). Abro um sorriso. Bendita solidão! Amada solidão que me traz a luz da felicidade ora esquecida. Ela é diferente, me faz companhia quase todos os dias e eu não percebi o quanto me é benéfica! Minha companheira e amiga solidão! Me aproxima do ser amado! como sustenta minha afeição!! Uma satisfação enche meu coração, meu espírito está em comunhão! Meditação. Isso! Agora medito...Acalmo, relaxo... Sorriu. Não estou só, estou acompanhada da bem vinda solidão!


Um belo domingo,
beijo desta loira que vos fala
Marcia F.









sábado, 19 de outubro de 2013

Meus queridos e hipotéticos visitantes... estou tão ausente, mas o carinho por esse cantinho continua enorme! Hoje estou postando mais uma besteira sem nexo, sem correção linguística.. mas é meu canto, sendo assim me dou ao direito de pecar linguisticamente falando... rss.
Um beijo dessa loira que vos fala!


DECIFRA O AMOR

Um amor ausente,
um amor pendente,
um amor distante.

decifra um amor,
Um amor que fere,
um amor que cresce,
um amor que arde.

Decifra um amor,
um amor que vem,
um amor que se perde,
um amor que se vai..

Decifra o amor,
que não se perdeu,
que nunca cresceu,
que nunca ardeu,
mas que sempre existiu
no coração partido
dos erros mantidos
por alguém que nunca
te conheceu.
Decifra...
(Autor: Marcia Filgueiras)

domingo, 28 de abril de 2013

Face Oculta de Um Caçador

 

Boa aparência, sorriso manso,
Observador, receptivo e cauteloso.
Eis a face de um caçador!
Emana simpatia, encanta sua presa
Com palavras decoradas e certeiras.
Tem um toque delicado, um olhar fixo,
Um futuro próximo de ardentes noites de amor.
Vampiro, vagueia pela noite.Vive na orgia...
Não é belo e nem feio,
Magnético senhor da madrugada,
Espalhando somente dor...
Não tem preferência física.
Presas carentes, sensíveis
Fortes ou seguras, sucumbem
À ardilosas armadilhas do mestre sedutor.
Não há verdades nem mentiras,
Apenas intenções depravadas, ensaiadas e treinadas
por um grande ator.
Manipula, engana , trapaceia
Esmero em sua caça, abater sua presa
incontido, sacia –se de prazer,
sexo forte, intenso e ousado
corpos suados ao amanhecer.
Levanta-se, olha o corpo usado, desprezado,
Que lhe serviu como escravo.
Desperta sua caça
que ainda sente o sabor da noite
Sorrindo a encara
e se despede com falsas processas.
O desejo impulsiona, a repetir o mesmo ato.
Friamente, olha e se levanta.
Despreza e se desapega
daquilo que virou ontem.
Sai novamente na busca insaciável,
sem escrúpulos ou sentimentos,
escolhe novamente.
Pobre ser Compulsivo!
vazio e solitário, de tantas façanhas
Não percebe que sua vida
é curta sem valor.
Fantasias ecoam em sua cabeça,
no intimo, uma leve tristeza,
de nunca ter sentido o verdadeiro amor.
Vaga sua alma perdida, em noites frias,
com tantas presas feridas, percebe-se sem paixão,
sem rumo...Promíscuo caçador!

  (Marcia F.)      
Beijinhos
e
otima semana!  

sábado, 12 de maio de 2012

sábado, 5 de maio de 2012

FALANDO DE COISA BOA...PIRINÓPOLIS

Deixando as mazelas de lado, vamos falar de coisa boa, Pirinópolis.
É um lugar ótimo para  curtir a natureza, namorar ou apenas descansar.



Pirenópolis é um município histórico, sendo um dos primeiros do estado de Goiás. Foi fundado com o nome de Minas de Nossa Senhora do Rosário Meia Ponte pelo português minerador Manoel Rodrigues Tomar. Foi importante centro urbano dos séc. XVIII e XIX, com mineração de ouro, comércio e agricultura, em especial a produção de algodão para exportação no . Ainda no século XIX, com o nome de cidade de Meia Ponte, destacou-se como o berço da música goiana, graça ao surgimento de grandes maestros, bem como berço da imprensa em Goiás, já que ali nasceu o primeiro jornal do Centro Oeste, denominado Matutina Meiapontense.
Em 1890, mudou seu nome para Pirenópolis, o município dos Pireneus, nome dado à serra que a circunda.

Tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1989, o município conta com um Centro Histórico belamente ornado com casarões e igrejas do século XVIII.
é privilegiada no potencial turístico, possui clima agradável e a presença de centenas cachoeiras, que agradam os ecoturistas e amantes da natureza. Além do turismo, essas formações provém matéria-prima para a exploração mineral do quartzito, rocha muito usada na construção civil, especialmente para pisos exteriores, conhecida comercialmente como Pedra de Pirenópolis, Pedra Goiana, Pedra Mineira ou Pedra de São Tomé (São Tomé das Letras é um município de Minas Gerais que também explora esse mineral). Cercada por vários rios, córregos e cachoeiras como :


 Cachoeira do Rosário

Cachoeira do Abade

Cachoeira das Araras





   

  Iluminação antiga, arquitetura noestilo barroco e religioso,
um clima ameno...






Rua do Rosário, aonde acontece os eventos culturais...


Recebeu influência da arquitetura portuguesa, como construções com sacada em pedra ou madeira, fachadas contíguas e grandes quintais, adaptada ao clima tropical do local.




E finalmente a dica: Pousada Vila das Pedras! Apesar de ter grandes pousadas , essa a qual fiquei hospedada é maravilhosa!




Então é isso gente. Fica a dica:
Paz, Natureza e tendo uma boa companhia ...
PIRINOPOLIS É TUDO DE BOM!





Um beijo desta loira ligeiramente confusa!
Otimo FDS!
:)