Obrigada pela visita

sejam sempre bem vindos, bjus

domingo, 19 de dezembro de 2010

FELIZ  NATAL !!   HO HO HO!



MEUS AMADINHOS, O ANO ESTÁ TERMINANDO, COMO SEMPRE, ESTAREI DANDO UM PULO EM CASA...(RJ), MAS NÃO PODIA DEIXAR DE AGRADECER! POR TUDO.  POR COMPARTILHAREM MEUS MOMENTOS DE ALEGRIAS, TRISTEZAS E BABOZEIRAS...RSSS. OBRIGADA POR CADA PALAVRA DE CARINHO, POR CADA COMENTARIO E OPINÕES.
OBRIGADA POR PERDEREM O TEMPO DE VOCÊS PARA LER MINHAS BOBAGENS!..RSS
DESEJO A TODOS QUE AQUI ESTIVIRAM , UM NATAL GORDO DE ALEGRIAS.
E QUE 2011 SEJA UM ANO DE REALIZÕES EM TODOS OS SENTIDOS! E SE DEUS QUISER, ESTAREMOS JUNTOS DE NOVO!

Dessa loira ligeiramente confusa, que vos fala...

FELIZ  NATAL!
bjusssss

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

APÓS OS 40 - MULHER MADURA!

Ola meus queridos blogueiros, ocasionais visitantes e afins...rs. Hoje vou falar da mulher... mas da mulher madura. Falar de mim, de você mulher, de todas as mulheres que estão na idade da “loba” ou então, que estão saindo e entrando na casa dos 50, 60... Enfim... Falar desse momento único... Idade Madura!
Hoje, olhando-me no espelho, percebi os sinais do tempo... a juventude em declínio, mas ao mesmo tempo, percebi uma beleza diferente. Vocês podem achar que é presunção, mas não é! Talvez, só eu tenha reparo essa beleza diferente, mas enfim.. que bom! Que bom que posso me olhar nessa minha nova fase sem qualquer crise diante do espelho...rs
Descobrir que até aos 40, ensaiamos a nossa presença mas que ao passar dos 40 anos, somos a estrela principal do espetáculo. Já cumprimos nossos papeis de mães,filhas, empreenderas e etc. As cortinas se abrem diante de nós mesmas. O show é nosso! Passamos a ter um quê de mistério, paciência e serenidade que é peculiar da idade, não temos mais pressa pra nada...Isso me lembrou uma propaganda que dizia mais ou menos assim: “Fazemos com calma aquilo que as mais jovens fazem com pressa”.... Somos tranqüilas, (hehehe).
Já vivemos, temos bagagens, historias... vivemos os melhores anos...ahh os anos 80, que delícia! curtimos Vinicius, Caymmi, Chico,  cazuza...Renato Russo e tantos mais! Rock Rio!!..Uaauuuuu!...
Namoramos, casamos, descasamos, nos profissionalizamos...Choramos, caímos, levantamos e chegamos ate aqui.. ah... Como sou feliz! Como é bom ser uma "quarentonaaaa"....rs. Ter historias, lembranças gostosas.
É, mulher madura bem resolvida é assim, tem jogo de cintura, encontra saída, é decidida, sabe o que quer!
Ta, tudo bem, somos mais românticas...Sentimentais, buscamos um amor sereno, um homem que nos valorize.. Não queremos um mar.. nos basta um lago de águas calmas... Admiramos a lua.. Nos reservamos o direito de escolha..
Nessa fase já estamos prontas. Sabemos que o mundo não é mais ilusão, não desesperamos mais com as percas, queremos apenas continuar, cumprir nosso destino da melhor maneira... Como é bom ser Madura!
Feliz será o homem que souber amar uma mulher com mais de 40.

Bem.. e andando por ai.. Encontrei esse achado.. Bem bonitinho, pena que nao sei de quem é, não tinha assinatura! Quem souber.. me diga ok?... rs

"A MULHER MADURA não PEGA, ela TOCA.
A MULHER MADURA não come, ela se ALIMENTA.
A MULHER MADURA não provoca, ela já é PROVOCANTE.
A MULHER MADURA não é inteligente, ela é SÁBIA.
A MULHER MADURA não se insinua, ela mostra o CAMINHO sutilmente.
A MULHER MADURA não se precipita, ela espera o MOMENTO CERTO.
A MULHER MADURA não nada, ela NAVEGA.
A MULHER MADURA não voa, ela FLUTUA.
A MULHER MADURA não pensa em quantidade, ela prefere QUALIDADE.
A MULHER MADURA não vê, ela OBSERVA.
A MULHER MADURA não anda, ela CAMINHA.
A MULHER MADURA não deita, ela ADORMECE.
A MULHER MADURA não é pretensiosa, ela simplesmente se GOSTA.
A MULHER MADURA não julga, ela ANALISA.
A MULHER MADURA não compara, ela ASSIMILA.
A MULHER MADURA não consola, ela ACALENTA.
A MULHER MADURA não acorda, ela DESPERTA.
A MULHER MADURA não coloca algemas, ela os deixa LIVRE.
A MULHER MADURA não enfeitiça, ela ENCANTA.
A MULHER MADURA não é decidida, ela apenas sabe O QUE QUER.
A MULHER MADURA não é exigente, ela é SELETIVA.
A MULHER MADURA não se senti velha, ela se considera EXPERIENTE.
A MULHER MADURA não se lamenta, ela tenta fazer DIFERENTE.
A MULHER MADURA não tem medo, ela tem RECEIOS.
A MULHER MADURA não faz juras, ela deixa por conta do TEMPO.
A MULHER MADURA não tira conclusões, ela faz SUPOSIÇÕES.
A MULHER MADURA “não desce do salto”, ela tem “JOGO DE CINTURA”.
A MULHER MADURA não brilha, ela é ILUMINADA.
A MULHER MADURA não dá tchau, ela ACENA.
A MULHER MADURA não gosta de ser vigiada, ela prefere ser ESCOLTADA.
A MULHER MADURA não é moderna, ela é ELEGANTE.
A MULHER MADURA não quer ser cobiçada, ela prefere ser DESEJADA.
A MULHER MADURA não possui sombras, ela tem AURA.
A MULHER MADURA não adivinha, ela tem PERCEPÇÃO.
A MULHER MADURA não faz sexo, ela é mestre na ARTE DE AMAR.
A MULHER MADURA não fica, ela se ENVOLVE.
A MULHER MADURA não é fácil, ela é FLEXÍVEL.
A MULHER MADURA não manda, ela ADMINISTRA.
A MULHER MADURA não aflora, ela é um constante FLORESCER."
(Autor desconhecido)



Meus amadinhos... termino por aqui, deixando um beijo especial para todas as mulheres, e um abraço enoooooooorme pra todos que aqui passarem,
Dessa loira madura que vos fala...
Marcia

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

AMAR BONITO

Artur da Távola

Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar:
Aprendam a fazer bonito seu amor. Ou fazer o seu amor ser ou ficar bonito.
Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito.
Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender...
Tenho visto muito amor por aí.
Amores mesmo: bravios, gigantescos, descomunais, profundos, sinceros,
cheios de entrega, doação e dádiva. Mas esbarram na dificuldade de se tornar bonitos.
Apenas isso: bonitos, belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção.
Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiros.

Aí, esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais, de repente se percebem ameaçados e tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram, exigem, rotinizam, descuidam, reclamam, deixam de compreender, necessitam mais do que oferecem, precisam mais do que atendem, enchem-se de razões. Sim, de razões.

Ter razão é o maior perigo no amor. Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reivindicar, de exigir justiça, equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão.

Nem queira!!!
Ter razão é um perigo: em geral, enfeia um amor, pois é invocado com justiça, mas na hora errada.

Amar bonito é saber a hora de ter razão. Ponha a mão na consciência. Você tem certeza de que está fazendo o seu amor bonito?
De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade, da alegria do encontro, da dor do desencontro a maior beleza possível?
Talvez não.



Cheio ou cheia de razões, você separa do amor apenas aquilo que é exigido por suas partes necessitadas, quando talvez dele devesse pouco esperar, para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer.
Quem espera mais do que isso sofre e, sofrendo, deixa de amar bonito.
Sofrendo, deixa de ser alegre, igual, irmão, criança.
E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito.




Não tema o romantismo. Derrube as cercas da opinião alheia.
Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama.
Saia cantando e olhe alegre.
Recomenda-se: encabulamentos, ser pego em flagrante gostando, não se cansar de olhar e olhar, não atrapalhar a convivência com teorizações, adiar sempre se possível com beijos 'aquela conversa importante que precisamos ter', arquivar, se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida.
Para quem ama, toda atenção é sempre pouca.
Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda a atenção possível.
Quem ama bonito não gasta tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.
Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida como criança de nariz encostado na vitrine cheia de brinquedos dos nossos sonhos); não teorize sobre o amor, ame.
Siga o destino dos sentimentos aqui e agora.
Não tenha medo exatamente de tudo o que você teme, como: a sinceridade, abrir o coração, contar a verdade do tamanho do amor que sente; não dar certo e depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito).

Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas, atitudes sabiamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser.

Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs.
Falando besteiras, mas criando sempre.
Gaguejando flores.
Sentindo o coração bater como no tempo do Natal infantil.
Revivendo os caminhos que intuiu em criança.
Sem medo de dizer eu quero, eu estou com vontade.
Deixe o seu amor ser a mais verdadeira expressão de tudo que você é.
Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto.
Não se preocupe mais com ele e suas definições.
Cuide agora da forma do amor:
Cuide da voz.
Cuide da fala.
Cuide do cuidado.
Cuide de você.

Ame-se o suficiente para ser capaz de gostar do amor e só assim
 poder começar a tentar fazer o outro feliz.



(É... esse cara é bom!...)Então é isso. Erramos, tentamos... e amamos! 




Beijo dessa loira ligeiramente confusa,
Marcia

domingo, 5 de dezembro de 2010

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010